O Que Na Verdade Importa


            
Ontem fui assistir a um congresso no Campo Pequeno da Fundação O Que Na Verdade Importa (originalmente criada em Espanha como Lo Que Na Verdad Importa). O objetivo deste congresso seria inspirar-nos, cativar-nos e dar-nos uma perspetiva diferente da vida.
Eu adorei assistir. Foram três oradores contar as suas histórias de vida. Três pessoas com um estilo de vida bastante distinto mas ambas acreditam que com esforço, fé e dedicação conseguimos olhar para a vida de outra maneira, uma maneira mais bela, e podemos também concretizar os nossos sonhos.
Os três oradores foram:


Ângelo Felgueiras com imensas aventuras para partilhar, com muita força de vontade, muita garra e muita paixão. O seu discurso foi muito motivador. Para quem não conhece, ele subiu as montanhas mais altas de sete continentes. É muito falado por ter subido o Evereste e mostrou ser um homem muito apaixonado pela vida. Eu anotei algumas (imensas!) frases que ele foi dito ao longo do congresso e vou deixar-vos aqui algumas:
"Não há nada que eu faça que vocês não podem fazer."
"Todos temos o novo Evereste."
"Não conseguimos fazer muito, podemos fazer um bocadinho."

Miriam Fernández é uma cantora espanhola que mostrou ser uma grande lutadora. Foi-lhe diagnosticada paralisia cerebral quando era muito nova. Disseram-lhe que não poderia nem falar nem andar e, apesar de usar um andarilho, consegue fazer os dois. Contou como era maltratada na escola e como adorava cantar quando chegava a casa. Falou-nos de que houve um dia que decidiu aceitar que era diferente e, em vez de chorar sempre que gozavam com ela, começou a sorrir-lhes. Aos 18 anos entrou num concurso de talentos ao qual ganhou.
Gostei muito dela. Achei-a super querida e engraçada, disse imensas piadas que fizeram com que todos rissem um bocado. Mostrou que nem tudo na vida é mau e como ver o lado positivo nas coisas. Uma história de vida muito difícil mas que ela decidiu viver pelo lado positivo e que isso a ajuda dia após dia.
Neste momento diz que os seus sonhos são lançar o seu livro (no qual já está a trabalhar) e fazer com que a televisão espanhola ponha pessoas com limitações a fazerem papéis "normais". Deu ainda o exemplo que ela poderia interpretar o papel de uma secretária numa novela.
Anotei também algumas frases:
"Temos duas opções: seguir com medo ou aceitar-nos e sermos felizes."
"Há que amar a diferença."
"A vida não é esperar que a tempestade passe mas sim aprender a dançar à chuva."

Pedro Castro falou da sua grande história no mundo do álcool e das drogas. Achei que o discurso nos fez sentir que estávamos a voltar no tempo com ele. Contou as inúmeras asneiras que fez e as suas aventuras. Falou de como era infeliz na sua infância, do quanto não gostava de si próprio. Mostrou algumas fotografias daqueles tempos mas mencionou que não gostava de tirar fotografias quando estava triste. Foi uma história muito "pesada" com um final muito feliz. Conheceu a sua esposa (que também se drogava), tiveram 3 filhos (um deles morreu durante o parto mas ele diz que será sempre da família) e conseguiram sair desse mundo. Há 27 anos que não consome drogas nem bebe álcool e diz ser bastante feliz. Acabou a apresentação com imensas fotografias em família em que se notava que a felicidade estava em cada um daqueles momentos.
Algumas frases:
"O amor é que me completa."
"Tudo o que a vida mete no nosso caminho, nós conseguimos lidar."
"Sou feliz fazendo felizes as pessoas à minha volta."

Esta foi uma experiência que me marcou pelo lado positivo e que eu espero poder repetir para o próximo ano. Foi tudo muito inspirador e um "abre olhos". Realmente temos de agarrar o que temos na nossa vida. O que for bom que seja muito bem-vindo e o que for mau veio com um propósito que certamente mais tarde trará algo melhor. Acho que é uma experiência que todas as pessoas deviam ter, pelo menos uma vez na vida.
Já algum/a de vocês foi a algum destes congressos??
Beijinho para todos ♥



Share:

0 comentários